terça-feira, 17 de maio de 2011

Orós realiza semana de enfrentamento e combate à exploração sexual de crianças e adolescentes


No Brasil, estima-se que, anualmente, cerca de 100 mil crianças sejam vítimas de exploração sexual, situação decorrente pelo conjunto de inúmeras questões, como gênero, raça/etnia, idade e classe social. No Ceará, essa situação não é diferente e requer atenção especial de toda a sociedade. A fim de debater o assunto e conscientizar a população, a Prefeitura Municipal de Orós, por meio da Secretaria do Trabalho, Assistência Social e Economia Solidária (Setase), inicia amanhã (18) a “Semana de Enfrentamento e Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”.
 
A partir das 7h30, membros da administração municipal, líderes comunitários, membros de ONGs, Conselho Tutelar, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e população em geral se reunirão na Praça do Padre Cícero e realizarão uma grande caminhada pelas ruas da cidade, até a Praça Anastácio Maia. “Nosso principal objetivo é despertar e mobilizar a população sobre o combate desse problema que atinge a milhares de crianças”, destaca a titular da Setase, Deise Matos.
 
Dando continuidade à programação da “Semana de Enfrentamento e Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, será realizado, no dia 20, um concurso de melhor apresentação artística sobre o tema. As apresentações ocorrerão às 14h, no centro Social urbano de Orós (CSU), e contarão com a participação de crianças e adolescentes do município que são atendidos pelas escolas municipais,  pelo programa de Erradicação do trabalho Infantil (Peti) e pelo ProJovem Adolescente.
 
CENTRO DE APOIO
O combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes é uma política da Administração Orós que o povo Quer, que, nos últimos anos, têm realizado uma série de eventos de mobilização e conscientização da população, bem como tem implantado no município programas e equipamentos sociais que contribuem para enfrentar o problema. Desde 2009, o município conta com o Centro de Apoio Infanto Juvenil Wênia Kelly, que objetiva  abrigar e cuidar de crianças e adolescentes em situação de risco, incluindo vítimas de exploração sexual.
 
“O Centro de Apoio Infanto Juvenil, aliado aos programas voltados para crianças e adolescentes e a outros equipamentos sociais do município, como o Cras (Centro de Referência da Assistência Social) e o Creas (Centro de Referência Especializada de Assistência Social), tem contribuído significativamente para retirar crianças de situação de risco, dar a elas oportunidade de viver de forma saudável e plena a sua infância e de restabelecer os vínculos sociais e familiares”, destaca a prefeita de Orós, Fátima Maciel Bezerra.
 
SERVIÇO
“Semana de Enfrentamento e Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”
Início: 18 de maio de 2011
Informações: (88) 3584-1422

Nenhum comentário:

Postar um comentário